5 dicas para abrir uma empresa sem largar o emprego

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Se você tem uma boa ideia e conhecimento na área que deseja empreender, porque adiar a criação da sua empresa? Isso pode parecer um sonho distante, mas saiba que você não precisa abrir mão da segurança do seu emprego atual. Pelo contrário, pode continuar contando com o seu salário mensal e usar parte deste valor para investir na sua ideia. Claro que ter duas ocupações demanda muito mais tempo e trabalho, mas se você acredita no seu projeto, o esforço vale a pena!

Confira agora cinco dicas para abrir uma empresa sem largar o seu emprego:

1. Faça um excelente planejamento

Para que o seu negócio tenha maiores chances de prosperar, é importante se planejar bastante. Um ponto importante é descobrir se há público para o produto ou serviço que você pretende oferecer, portanto faça uma pesquisa de mercado. Fique atento também com relação à concorrência: já existem empresas que oferecem o que você pretende criar? Se a resposta for sim, é recomendável pensar em diferenciais que levem o consumidor a optar pelo seu produto ou serviço.

2. Tenha um sócio de confiança

Dividir o seu tempo entre o emprego e a criação de um novo negócio não é fácil, mas fica mais simples quando você conta com ajuda de outras pessoas. Que tal convidar um colega de trabalho ou de faculdade – que tenha princípios e interesses semelhantes aos seus – para participar do projeto? Escolha pessoas que se empolguem com a ideia e que agreguem valor ao negócio! Se você não é tão bom em finanças, por exemplo, uma boa ideia é contar com alguém que saiba tudo de contabilidade.

3. Escolha uma área de atuação com que você tenha afinidade

Durante esta fase inicial, é bem provável que você precise abrir mão de algumas atividades sociais e de lazer. Afinal, o seu negócio não vai prosperar sozinho, certo? Quanto mais a sua ideia estiver de encontro com os seus conhecimentos e interesses, mais fácil e agradável será trabalhar nela.

BANNER_controlefinanceiro_SS_648x150

4. Tenha bons fornecedores

Para acelerar o processo, também é preciso terceirizar alguns serviços e contar com matéria-prima de qualidade. Para isso, conte sempre com bons fornecedores – tanto de serviços quanto de produtos. Dessa maneira, você evita dores de cabeça desnecessárias e não se estressa com atrasos ou mercadorias de baixa qualidade. Pesquise bem as referências dos seus fornecedores antes de contratá-los!

5. Saiba quando pedir demissão

Quando os lucros do seu negócio forem o suficiente para arcar com os seus custos operacionais e para garantir uma boa fonte de renda para você e para os seus sócios, é hora de pedir demissão e dedicar o máximo de tempo ao crescimento da empresa. Nesse ponto, você já vai ter um bom conhecimento de mercado e poderá investir em um sistema de gestão que pode auxiliar nas tarefas diárias. Também já terá uma considerável lista de clientes. Sendo assim, a sua empresa já oferecerá uma boa segurança para que você não dependa mais do seu antigo salário.

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta