Administração para pequenas empresas

6 técnicas de administração para utilizar em sua pequena empresa

Gerir um empreendimento é uma tarefa minuciosa que necessita de muito cuidado e sabedoria. E se tratando de empresas de pequeno porte, geralmente não há muita margem de erro.

Mesmo sem formação específica na área, um pequeno empresário ou MEI pode utilizar essas ferramentas, que certamente vão ajudar na gestão de sua empresa e ajudar a direcionar os melhores caminhos na sua tomada de decisão.

Confira agora 6 técnicas de administração que podem ser usadas em empresas de qualquer porte, inclusive no MEI e nas PMEs.

Técnicas de administração para pequenas empresas

1. Árvore de decisão

A árvore de decisão é uma estratégia de administração que, se utilizando de diversas possibilidades, ajuda a estipular o custo-benefício e os riscos de uma operação ou projeto.

A estrutura de uma árvore de decisão é montada com base em uma série de riscos, benefícios e custos envolvidos em cada possível decisão. Ao elencar todas as possibilidades de ação (por exemplo: aumentar seu quadro de vendedores, investir em marketing ou reformar seu ponto de venda), você pode inserir essas informações de forma individual e isso vai facilitar a visualização dos possíveis custos e retornos de cada uma delas. O aspecto de ramificação é o que dá o nome de árvore de decisão.

2. Balanced Scorecard (indicador de desempenho balanceado)

A técnica Balanced Scorecard visa alinhar as atividades da empresa de forma organizada através de estratégias de balanceamento. O desenvolvimento do negócio deve ser monitorado com pauta em seus objetos e valores empresariais.

Para realizar a técnica Balanced Scorecard, é preciso que administrador desenvolva um relatório com as metas e indicadores necessários para que o negócio alcance o desempenho almejado, em curto e longo prazo.

A técnica consiste na elaboração de um mapa de estratégias para os mais diversos setores dentro do empreendimento. Além disso, devem ser estabelecidos quais os resultados atuais da empresa e quais resultados ela deverá elencar no futuro.

3. Análise de Stakeholders

Utilizada para identificar um conjunto de pessoas interessadas — os stakeholders — em seu projeto, esta é umas das técnicas de administração que procura identificar qual o suporte que eles podem oferecer para o desenvolvimento de sua empresa.

O intuito desta técnica é moldar o seu projeto com base na opinião dos interessados em seu negócio, que podem variar entre funcionários, clientes, parentes, amigos, investidores, entre outros.

Software de gestão empresarial

4. Benchmarking

Através de uma base de dados comparativa entre produtos, práticas, serviços e estratégias empresariais de outras empresas, o Benchmarking consiste em otimizar a gestão de sua própria empresa. Ou seja, a técnica visa obter informações sobre o que a concorrência está fazendo e utilizar esse conhecimento em benefício do desenvolvimento do seu negócio.

É claro que essa técnica de administração não tem o objetivo de copiar as estratégias de outras empresas, mas sim fazer uma análise de suas ações para que se possa tomar as melhores decisões, elaborar novas ideias e otimizar as suas práticas.

5. Pirâmide de Maslow

Também conhecida como Teoria das Necessidades Humanas, a técnica de administração chamada de Pirâmide de Maslow serve para que o gestor possa localizar e alinhar as suas necessidades pessoais e profissionais, para que ele se sinta mais motivado e o seu desempenho seja melhorado, consequentemente preservando o desenvolvimento de seu negócio. Ela é aplicável tanto às gestões como aos próprios colaboradores da empresa.

A Pirâmide de Maslow consiste em listar uma série de necessidades em ordem de prioridades, visando em eliminar uma necessidade de cada vez, sempre prosseguindo rumo à solução do próximo item da lista.

Vale ressaltar que o psicólogo que desenvolveu esta técnica, Abraham Maslow, considerou o fato de que as necessidades humanas são individuais e variam de pessoa para pessoa, por isso a lista é estritamente pessoal.

6. Análise Swot

Análise Swot é um termo que, em sua tradução literal, significa Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças (FOFA). Se você deseja explorar e definir os pontos em que a sua empresa apresenta diferenciais competitivos diante do mercado, ou se pretende tomar medidas para que possíveis falhas sejam corrigidas e aspectos positivos sejam potencializados ao mesmo tempo, a Análise Swot é uma ótima estratégia.

Como foi dito acima, consiste em identificar pontos positivos e negativos da empresa no atual momento de forma que seja possível visualizar como ela estará no futuro, destacando tudo o que for considerado uma tendência. Detalhando:

  • Forças – Aspectos positivos com grande potencial competitivo da empresa;
  • Fraquezas – Aspectos negativos, falhas e vulnerabilidades da empresa;
  • Oportunidades – Tendências e fatores internos e externos que possam oferecer oportunidades para o negócio;
  • Ameaças – Tendências e fatores internos e externos que possam oferecer riscos e ameaças reais ao negócio.

O que achou das técnicas de administração que abordamos hoje? São úteis para o seu negócio? Então confira também o nosso post que cita 5 motivos para investir em treinamento e desenvolvimento de pessoas!

Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Um comentário em “6 técnicas de administração para utilizar em sua pequena empresa

Deixe uma resposta