A importância da assessoria jurídica para o seu negócio

Abrir um negócio envolve riscos e, por isso, uma das melhores maneiras de garantir a sobrevivência da sua empresa ainda é o planejamento. Isso porque se antecipar ao que pode dar errado e ter o máximo de informações sobre um determinado assunto ajudam a ter confiança na hora de tomar decisões importantes, que comprometem a sua gestão.

Neste ponto, contar com uma assessoria jurídica é uma ótima ideia para qualquer empresa. Este tipo de aconselhamento evita que você cometa erros que resultam em perda de tempo e dinheiro com a renegociação de contratos, por exemplo. Se você estiver bem assessorado, estará sempre um passo à frente da concorrência.

Veja aqui 5 dicas práticas de como contratar uma assessoria jurídica para a sua empresa:

1. Escolha o momento certo

Algumas empresas contratam uma assessoria jurídica antes mesmo de saber o que elas querem ou precisam. Para começar com este contrato defina, pelo menos, se a empresa terá sócios ou não, se você prefere alugar ou comprar o local onde a empresa funcionará, se será necessário conseguir uma licença para o funcionamento, se deve ou não registrar a sua marca e fazer a contratação de funcionários ou se é melhor optar pela terceirização de serviços. Em um primeiro momento, você poderá contar com o apoio de estagiários em escolas de Direito, o que também irá ajudar a economizar dinheiro.

2. Prefira um especialista

Você provavelmente vai querer contratar alguém que você “confia”, como um antigo colega, amigo ou parente. No entanto, é importante que você dê preferência a um profissional que conhece perfeitamente a legislação para o seu tipo de negócio. Fale com empresários e especialistas em sua área pedindo recomendações e encaminhamentos. Não tenha medo de entrevistar vários advogados e fazer perguntas sobre vários temas, desde como lidar com problemas com clientes e funcionários até demandas de roubo ou uso indevido de marcas.

3. Nem sempre o maior é o melhor

Os grandes escritórios podem ser muito atraentes para os empresários iniciantes, mas você pode acabar pagando taxas elevadas para nem sempre ter os melhores profissionais dedicados ao seu negócio. Muitas vezes, escritórios pequenos oferecem melhor preço, serviço personalizado e ainda contam com a experiência de profissionais tão qualificados quanto os que você encontra em empresas maiores. Opte por grandes empresas quando sua empresa crescer ou tiver um problema sério, como uma ação judicial.

4. Antes de tudo, discuta os honorários

Pode parecer inimaginável negociar o valor dos honorários, mas lembre-se: você está contratando um advogado da mesma forma que contrataria um consultor ou um contador. Há muitas maneiras diferentes para pagar por esses serviços, incluindo taxas fixas mensais, por hora ou por representação judicial da empresa. A forma de pagamento deve ser bem definida desde o início assim como o tempo de consulta e os encargos adicionais que podem existir.

E então, você está mais confiante para escolher uma assessoria jurídica para a sua empresa? Ficou alguma dúvida? Participe da conversa e deixe seus comentários! Lembre ainda que garantir a sobrevivência do seu negócio pode depender de uma melhor gestão: conheça nossos sistemas grátis por 30 dias e assuma o controle de todas as áreas da sua empresa!

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe um comentário