A importância de saber o quanto sua empresa gasta

Quando pensamos em abrir um negócio, a primeira coisa que vem na nossa cabeça é que ele precisa ser um empreendimento rentável, lucrativo e ter uma boa perspectiva de vendas. Ou seja, estamos sempre bastante preocupados com as Contas a Receber. Nada mais justo. É para isto mesmo que se abre uma nova empresa: ganhar dinheiro.

Entretanto, existe outra área extremamente importante, mas que acaba sendo discriminada por muitos empresários, justamente, por ser sinônimo de despesas: a de Contas a Pagar. Não tem jeito. Desde que uma empresa nasce, ela já tem custos fixos e variáveis, necessários para mantê-la em funcionamento

Água, luz, telefone, aluguel, estoques e, mais tarde, salários, empréstimos e impostos. A lista de despesas é longa e justamente por isso é fundamental existir um acompanhamento minucioso de todas elas, possibilitando a criação de boas estratégias de administração. Isso se chama controle de contas a pagar.

Pagar as contas em dia evita multas e a antecipar a data de vencimento pode até gerar descontos. Além disso, saber exatamente não só quanto sua empresa ganha, mas também o quanto gasta é importante para saber se é hora ou não de assumir novos compromissos financeiros. Note, então, que as decisões estratégicas do seu negócio estão intimamente ligadas à saúde financeira da empresa.

O registro claro e formal de todas as contas a pagar também é fundamental para proteger sua empresa de eventuais contestações posteriores. Todas as notas fiscais devem ser acompanhadas do recibo de compra ou prestação de serviço e guardadas em arquivo. Organização e a prudência são indispensáveis para proteger o seu patrimônio.

Outra vantagem de ter um bom controle das despesas da sua empresa é saber a hora certa de procurar uma eventual renegociação, quando necessário. Vale muito mais a pena buscar novas condições de pagamento com um fornecedor do que simplesmente atrasar o compromisso. Tenha a certeza de que essa postura fará seu negócio ser visto com seriedade e confiança pelos seus parceiros.

O mapeamento das contas a pagar gera ainda uma maior cobrança interna em relação a evitar desperdícios. Saber exatamente o quanto custa cada um dos processos de produção gera uma preocupação constante de fazer as operações girarem da forma mais eficiente possível. Ou seja, os menores custos possíveis para oferecer produtos e atendimento de alta qualidade para os clientes. Assim também fica mais fácil identificar algum gasto que tenha saído do controle naquele mês e propor um plano de ação para reverter a situação no futuro

Por fim, o controle bem feito das contas a pagar também aumenta a eficiência do fechamento contábil das operações todos os meses. Os números são implacáveis e não existe espaço para brechas. Quanto mais intenso for o acompanhamento, mais fácil será todo esse processo.

A profissionalização de seu negócio, desde os primeiros passos, é fundamental para a construção de uma empresa estruturada e duradoura. Aproveitando o tema, vale lembrar aqui a regra de ouro para um negócio bem sucedido: nunca misturar os gastos pessoais com os empresariais.

O controle sério de despesas e receitas através de um fluxo de caixa bem estruturado ajuda a inibir essa prática tão comum entre os pequenos e médios empresários e, ao mesmo tempo, tão nociva para a sustentabilidade dos empreendimentos. Especialistas recomendam a manutenção de duas contas correntes separadas: uma para você e outra para a sua empresa.

Separe a Pessoa Física da Pessoa Jurídica dentro de você: cada uma dessas esferas têm suas regras e seu próprio fluxo financeiro. Uma boa dica é procurar bancos que, tendo em vista essa dificuldade enfrentada por muitos empresários, têm colocado um mesmo gerente para atender a sua conta pessoal e a sua conta corporativa.

As contas, em si, são separadas, mas o atendimento é feito por um mesmo especialista, que está pronto para indicar as melhores oportunidades de investimento na sua vida pessoal e corporativa. Para quem tiver interesse, um dos bancos que presta este serviço é o Santander por meio da Conta Integrada. Muito bem pensado, não é mesmo?


Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn