Como a gestão financeira pode te ajudar a evitar dívidas

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Problemas com as finanças costumam tirar o sono de muitos empresários e alguns dos principais motivos disso são a falta de controle financeiro e a falta de equilíbrio entre os lucros e despesas da empresa. O resultado é uma enorme frustração e sentimento de impotência, que impactam no trabalho de toda a equipe e dificultam ainda mais a gestão financeira.

Para evitar que as dívidas comprometam o futuro da sua empresa (e o seu descanso), o melhor remédio é ler nossas dicas. Confira!

1. Elabore um bom plano de contas

O responsável pelas finanças deve garantir que a empresa tenha a capacidade de pagar todos os seus compromissos financeiros nas datas de vencimento corretas. Por isso, o primeiro passo é lançar todos os gastos em um detalhado plano de contas, dividido por área: marketing, operacional, folha de pagamento, papelaria, limpeza etc. Isso permitirá que você organize de forma rápida o orçamento que será necessário para cada uma dessas atividades mês a mês e garanta o pagamento de tudo.

Para saber exatamente onde poderá cortar custos sem prejudicar a operação do seu negócio, vá além e separe todas as despesas em duas categorias: despesas fixas e despesas variáveis.

2. Desenvolva indicadores de desempenho

Acompanhar tudo que acontece através de indicadores de desempenho é uma maneira simples e fácil de gerenciar o seu negócio. Estes números vão te manter atualizado sobre a real situação da empresa e ajudarão na hora de tomar decisões gerenciais importantes e que garantam a saúde financeira do seu negócio.

Lucratividade sobre as vendas, rentabilidade e até mesmo o nível de endividamento do seu negócio são alguns exemplos que podem funcionar como indicadores de desempenho.

3. Controle de perto o fluxo de caixa

O fluxo de caixa tende a refletir quais são as contas diárias que sua empresa consegue pagar em dia. Não é muito difícil que ele fique no vermelho, mas isso é natural e nem sempre significa que o negócio vai mal: em alguns casos, falta apenas alinhar prazos de recebimento e pagamentos.

Equilibre despesas e receitas e estude a melhor forma de conciliá-los. Somente os profissionais que monitoram bem o fluxo de caixa sabem exatamente quanto necessitam de capital de giro a cada mês para fechar as contas no verde!

4. Planeje cada um dos seus empréstimos

Caso sua empresa não esteja conseguindo conciliar todos os gastos com os recebimentos e precise recorrer a empréstimos bancários de última hora para poder cobrir algumas das contas, fique atento. Este tipo de recurso costuma ter altas taxas de juros, o que vai aumentar todo o custo da operação.

A melhor tática é elaborar um planejamento financeiro, onde serão usados os planos de conta, indicadores de desempenho e o fluxo de caixa para mostrar ao gerente do banco, antes de se endividar. Este profissional poderá te ajudar a escolher o melhor tipo de financiamento bancário para a sua empresa, com linhas de juros reduzidas.

Gostou das nossas dicas para evitar que as dívidas se tornem um problema na gestão financeira da sua empresa? Conte suas experiências nos comentários e sempre lembre que um bom sistema para controle financeiro pode te ajudar a alcançar o sucesso do seu negócio. Experimente o Sage Start grátis!

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta