Como desenvolver uma equipe temporária para a efetivação

Em alguns períodos do ano é comum ver anúncios de vagas de trabalho temporário. Muita gente encara essa chance como a grande oportunidade para se inserir no mercado, sabendo que as empresas costumam efetivar os funcionários que mais se destacam durante os períodos mais curtos.

Se de um lado existem as expectativas dos trabalhadores, do outro estão os gestores, que muitas vezes precisam treinar novos colaboradores rapidamente e nem sempre sabem qual a melhor maneira de conduzir esse processo.

Se você tem dúvidas em relação à efetivação de funcionários temporários, confira algumas dicas de como lidar com essa situação.

Ofereça um treinamento eficiente

Será que você está preparado para treinar seu novo colaborador? O primeiro passo deve ser a preparação desse profissional em relação aos valores, missão e visão da empresa. Em seguida, é importante fornecer as informações técnicas mais importantes para a função que ele vai desempenhar a partir do momento da contratação, mesmo que temporária. Explicar o contexto de atuação da empresa também ajuda na ambientação.

O treinamento não deve ser apenas teórico. O ideal é que o novo colaborador passe por situações semelhantes às que ele vai encontrar na sua rotina de trabalho. Se for o caso, providencie simulações.

Além disso, é importante saber qual o melhor ritmo para transmitir as informações importantes para os novatos. Pode acontecer de o novo funcionário ficar sobrecarregado e se confundir. É importante respeitar o tempo de absorção de novas informações para delegar as funções.

Desenvolva os talentos

O gestor deve ter em mente que, mesmo que aquela pessoa esteja ali para trabalhar por um período curto, ela precisa receber um treinamento detalhado. Muitas vezes, ela será o contato direto com os clientes da empresa.

É por meio de bons treinamentos que fica mais fácil identificar aqueles profissionais que costumam se sobressair. Cabe ao gestor identificar os pontos fortes e fracos dos colaboradores e investir naqueles se apresentam o perfil desejado pela empresa. No entanto, ninguém chega pronto para uma nova função. Portanto, o desenvolvimento do profissional é um passo fundamental para o engajamento do funcionário temporário e possível efetivação dele no cargo.

Rompa barreiras

Não é difícil identificar, em novos colaboradores, alguns vícios adquiridos em empregos anteriores. Isso pode se tornar um problema porque o trabalhador está acostumado a uma determinada maneira de agir e pode demorar um pouco até entender os procedimentos no novo emprego. Mais uma vez, o treinamento adequado servirá para minimizar as dificuldades de transição e potencializar a nova parceria.

Aposte no seu time

Se o colaborador se sentir valorizado e perceber que fazendo um bom trabalho, terá chances de ser efetivado, ele vai procurar mostrar o que faz de melhor. Por isso, motive sua equipe e acredite no potencial do seu time. Identifique quem é mais engajado e ofereça oportunidades de crescimento e qualificação. Mostre para seus colaboradores que a empresa está disposta a abrir espaço para o crescimento profissional. Dessa forma, a equipe tende a permanecer mais unida e empenhada em cumprir metas. Consequentemente, a empresa atinge resultados e cresce.

E você, como costuma treinar seus funcionários? Ainda tem dúvidas de como fazer uma equipe temporária virar efetiva? Deixe um comentário!

Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Um comentário em “Como desenvolver uma equipe temporária para a efetivação

  1. Boa tarde!

    Adorei as dicas de liderança temporária, trabalho como chefe de equipe em uma empresa aérea e lido diariamente com pessoas que conheço apenas no dia em que trabalharemos juntos. Por esta razão farei meu TCC sobre as dificuldades e as barreiras encontradas nesse tipo de liderança.

    Estou com dificuldades de encontrar artigos científicos relacionados a esta problemática.

    Vocês podem me indicar por e-mail algumas fontes?

Deixe uma resposta