Como fazer o controle de ponto dos seus funcionários

A produtividade de uma empresa depende de muitas coisas e por mais que um sistema de gestão ajude você a acompanhar os resultados da equipe de vendas, por exemplo, é necessário ficar de olho nas horas de trabalho do seu time – até mesmo para evitar problemas legais.

Para algumas empresas, o registro e controle de ponto é facultativo. Para outras, obrigatório. Em qualquer situação, é importante para a boa gestão do seu negócio, seja ela uma pequena ou média empresa, manter uma rotina de trabalho para seus funcionários como forma de garantir um maior rendimento e uma melhor qualidade de vida para todos.

Mas quais serão as reais regras na hora de fazer o controle de ponto na sua empresa?? Neste post você descobre a resposta para as perguntas mais frequentes relacionadas ao tema e evita complicações neste sentido.

Para menos de 10 funcionários, o controle de ponto não é mesmo obrigatório?

De acordo com o estabelecido na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) em seu art. 74, §2º, “para os estabelecimentos de mais de dez trabalhadores será obrigatória a anotação da hora de entrada e de saída, em registro manual, mecânico ou eletrônico, conforme instruções a serem expedidas pelo Ministério do Trabalho, devendo haver pré-assinalação do período de repouso”. Dessa forma, se você tem uma empresa com menos de 10 funcionários, não precisará que ele assine ou bata ponto, mas recomendamos que ele o faça para um controle operacional do seu negócio.

Tenho mais de 10 funcionários. O ponto eletrônico é uma obrigação?

controle de ponto

Não! Obrigatória é a marcação do ponto, seja ela de forma manual, anotando as horas de entrada, saída e pausa de lanche, para as jornadas de 6hs ou almoço/jantar para as demais jornadas, sem rasuras, mecânica ou eletrônica, mantendo-se as marcações como exemplificado no ponto manual. Caso a empresa opte pelo ponto eletrônico, ela terá que seguir, obrigatoriamente, algumas regras impostas pela Portaria/MTE 1.510/2009, como utilizar equipamentos homologados e recomendados que façam a impressão do comprovante da marcação do funcionário.

Registro de ponto para controle de horas e produtividade, por que não?

O controle de ponto, anotando-se o horário de entrada, de saída, intervalos de alimentação e repouso, devem ser validados em duas vias: uma para o empregador e outra para o funcionário. No ponto deve constar todo o histórico diário do trabalhador, como horas extras, os atrasos e faltas (mesmo que justificados), saídas antecipadas e todo o resto! Dessa forma o empregador, mesmo que não seja obrigado a ter o ponto dos seus funcionários registrado, poderá acompanhar o trabalho de cada funcionário, confrontando suas horas trabalhadas com sua produtividade. Cabe ao Recursos Humanos ou quem for responsável pelo ponto do funcionário na sua empresa decidir se as faltas e os atrasos serão abonados ou não. Regras internas podem ajudar nessa diretriz.

Mas e se sua equipe costuma fazer serviço externo ou trabalha na rua? Neste caso, existe um formulário que deve ser preenchido contendo as mesmas marcações como se fosse um trabalhador interno.

Banco de horas ou pagamento de horas extras?

Depende do seu negócio. Em alguns seguimentos, o banco de horas é homologado em acordo coletivo, entre empresas e sindicato. Em outros, o pagamento de horas extras é obrigatório. No sistema de banco de horas, junta-se as horas trabalhadas a mais e depois as compensa, trabalhando menos no dia seguinte, ou em outra data de comum acordo com a gerência. Para o pagamento de horas extras deve-se observar se ela é 100%, quando feitas em feriados, por exemplo, 50% e o limite estipulado por lei que cada classe de funcionários pode fazer de horas extras, sendo normalmente são duas por dia.

Com um controle de ponto bem organizado, sua empresa se resguarda de futuros questionamentos, reclamatórias trabalhistas ou multas. Você também pode usar isso para controlar as horas trabalhadas e entender como está o rendimento do seu time para buscar alternativas de melhorar os resultados e garantir que todos trabalhem motivados e felizes. Já pensou nisso? Como você controla o ponto na sua empresa? Deixe seus comentários e compartilhe suas experiências com a gente.

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

3 comentários em “Como fazer o controle de ponto dos seus funcionários

Deixe um comentário