Como identificar funcionários tóxicos na sua empresa?

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Colaboradores desmotivados, dificultadores, que fazem fofoca e reclamam de todas as decisões tomadas na empresa são extremamente tóxicos. Isso porque, com ou sem a intenção de fazê-lo, estas pessoas acabam por contaminar a equipe inteira com a sua visão negativa. Em um pequeno negócio, esta situação é ainda mais prejudicial. Por isso, fique atento: estes funcionários são grandes influenciadores do ambiente e, ao invés de demití-los, você pode virar o jogo para torná-los extremamente valiosos para a organização!

No post de hoje vamos mostrar como identificar funcionários tóxicos e como neutralizá-los visando melhores resultados na sua pequena empresa. Confira!

1.  O caos em pessoa

Como ele se comporta?

O funcionário “caos” é desorganizado, improdutivo, precisa de ajuda constante dos colegas e acaba tragando toda a equipe para a confusão que se forma ao redor dos seus projetos de trabalho. Incompetência? Pode ser, mas talvez seja apenas falta de disciplina ou motivação!

Como neutralizar este comportamento?

Abra o jogo e mostre para este funcionário que pontos ele precisa melhorar e como sua empresa vai ajudá-lo nesse progresso. Ofereça treinamentos e cursos, estabeleça métodos, dê ferramentas de gestão para que ele otimize seu tempo no trabalho. Outra dica é monitorar o andamento das suas atividades de perto. Comece com 10 minutos por dia, depois intercale entre um dia sim e um dia não… Por fim, faça apenas uma reunião semanal.

2. O enrolão

Como ele se comporta?

Esse tipo de funcionário tóxico sempre deixa as atividades para depois, gastando horas nas redes sociais e em conversas na copa. O enrolão também costuma se atrasar e falta ao trabalho com frequência. Ele não se incomoda isso sobrecarregue outras pessoas e também não se preocupa com as reclamações dos gestores.

Como neutralizá-lo?

Tenha uma conversa franca com o enrolão e descubra se, de alguma forma, ele pode estar ressentido com a equipe, o trabalho ou a empresa. Deixe claro que o objetivo é decidir o futuro dele e, caso ele demonstre que quer continuar na equipe, encontre maneiras de mantê-lo focado. Estabelecer uma rotina de entregas e métricas, cobrar por resultados e oferecer um novo tipo de remuneração por desempenho podem ajudar!

blog_sagestart_geral

3. O mártir

Como ele se comporta?

O funcionário mártir é aquele que peca exatamente pelo excesso de trabalho. Ele termina todas as tarefas antes dos prazos, chega mais cedo, vai embora mais tarde… em compensação, atrapalha os processos, reclama que o seu trabalho não é reconhecido e fala o tempo todo – em alto e bom tom – o quanto ele está e sacrificando pela empresa.

Como neutralizá-lo?

Para lidar com o mártir dentro da sua pequena empresa, é preciso estabelecer uma dinâmica de trabalho que o obrigue a colaborar com outros colegas ao invés de competir com eles. É importante ter funcionários que vistam a camisa da empresa, mas também é importante reforçar que você valoriza mais o trabalho em equipe que o individual. E mais: seja rígido com horários e eduque-o sobre limites e hierarquias para evitar reclamações.

4. O prefeito

Como ele se comporta?

O prefeito é aquele funcionário que conhece todo mundo da empresa, da moça da copa até o CEO, e trata todos com a mesma intimidade. Falante e barulhento, passa a maior parte do dia entre conversas com os colegas, pausas para o café e fofocas do escritório.

Como neutralizá-lo?

Esse tipo de funcionário precisa de rédeas para não prejudicar a produtividade da sua empresa. Faça-o entender que não existe mal em ter um bom relacionamento com os colegas de trabalho, mas estabeleça horários específicos para que a equipe faça pausas e, se necessário, repreenda comportamentos inadequados. Promover encontros depois do expediente pode ajudar a equipe compreender que existe hora para tudo!

5. O psicopata

Como ele se comporta?

O funcionário psicopata é perigoso e maldoso, pois consegue puxar o tapete dos colegas e causar intrigas sem prejudicar sua imagem com os gestores. Isso é extremamente ruim para o clima da empresa, logo é preciso identificá-lo rapidamente e reverter suas atitudes antes que elas prejudiquem bons funcionários.

Como neutralizar este comportamento?

Muitas vezes, o funcionário com perfil psicopata se sente inseguro e incapaz. Por isso, crie um ambiente confortável e de acolhimento, escute as suas críticas e faça algo concreto sobre elas. Também é essencial repreender comportamentos inadequados e registrar com discrição junto ao RH práticas antissociais.

E então, sua empresa já sofreu com funcionários tóxicos no ambiente de trabalho? Compartilhe sua experiência e suas dicas para não deixar que isso comprometa os resultados do seu negócio.

 

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta