Como planejar os gastos com contabilidade em um pequeno negócio?

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Os pequenos negócios representam cerca de 20% do PIB do Brasil, segundo dados do Sebrae. Em cifras, o valor representa R$ 1 trilhão. Apesar disso, os gastos com a contabilidade e finanças são, muitas vezes, considerados luxo, principalmente para aqueles que estão abrindo um micro ou pequeno negócio. Infelizmente, na maioria dos casos, ao perceber este erro de estratégia, já é tarde demais para salvar o empreendimento que naufraga pela falta de uma gestão profissional. E isso acontece geralmente no início, quando o gestor não tem muita experiência na administração.

Quer saber como evitar que isso aconteça? Fique atento nas dicas abaixo de como planejar os gastos com contabilidade e manter um melhor domínio financeiro de sua empresa!

Conheça as informações sobre sua empresa

A contabilidade é a maior ferramenta do gestor para a tomada de decisões. Isso porque ela fornece dados de extrema relevância para a administração, como, por exemplo, escriturações, demonstrações contábeis, demonstrações de auditoria e perícia, permitindo ter uma avaliação mais precisa da situação patrimonial da empresa, verificando as principais tendências do negócio e ainda manter um planejamento real para o futuro. Além de tudo isso, o contador é responsável por gerar guias e pagar tributos, o que permite que o gestor fique focado apenas em sua área de conhecimento do negócio.

Mantenha controle de sua situação financeira

Saber com exatidão qual o nível de sua liquidez, endividamento e rentabilidade só é possível por meio dos dados vindos da contabilidade. O próprio Sebrae aponta como principal razão da taxa de mortalidade das pequenas empresas ainda em seu primeiro ano a falta de planejamento financeiro, já que muitas não possuem esse procedimento para obter o cálculo do capital de giro ou controle de caixa. A programação com custos, despesas, impostos ou outros compromissos são calculados pela contabilidade gerencial. Sem uma precisa avaliação financeira, o empreendedor corre o risco de tomar decisões baseadas na experiência que julga ter, aumentando as chances de cometer irremediáveis erros.

Automatize seus processos

Para gerenciar todas essas ferramentas, o contador pode contar com instrumentos além de sua própria experiência, como softwares especializados, o que economiza tempo na análise de processos e permite um acompanhamento mais preciso dos relatórios gerenciais. Além também do proprietário da empresa poder ter fácil acesso melhor compreensão a esses dados compartilhados pela contabilidade.

Facilite a gestão de capital humano

Entre todas as tarefas do administrador sobre o negócio, ainda está o pagamento dos direitos trabalhistas de seus colaboradores. Férias, 13º, FGTS, multas rescisórias. A provisão mensal tem impacto direto no regime de competência que a empresa está sujeita, tanto na hora de registrar um funcionário, como na participação de um processo de licitação ou mudança de porte por conta do faturamento, se tornando fundamental a assessoria de um contador.

Faça projeções para o futuro

O contador pode simular situações com as variáveis da empresa, como queda nas vendas, diminuição de custos ou outras que possibilitam múltiplas decisões disponíveis para o empreendedor no futuro, fazendo com que as fases, planos e decisões da empresa sejam sempre estrategicamente desenvolvidas.

Contratar um serviço de contabilidade não deve ser encarado como gasto, mas sim um investimento para que o empreendedor esteja munido de informações que podem se transformar em diferencial competitivo no mercado, bem como manter o foco na especialização de seu negócio, sem a necessidade de desenvolver tarefas burocráticas.

Sua empresa obteve bons resultados com o auxílio contábil? Ainda tem alguma dúvida? Compartilhe conosco sua vivência na área, dúvidas e sugestões comentando esse post!

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta