economia-colaborativa

Economia colaborativa: Conheça a tendência

Talvez você já tenha utilizado algum serviço relacionado ao conceito de economia colaborativa, mesmo que não tenha conhecimento do que ela realmente é. Economia colaborativa ou economia compartilhada como também é conhecida tem se tornado uma tendência cada vez mais aceita pela sociedade moderna por conta de seus benefícios sustentáveis, praticidade e custos mais baixos. Veja, neste artigo, o que é a economia corporativa e como funciona!

O que é Economia Colaborativa?

Existem vários termos que se referem à economia colaborativa, como: compra compartilhada, consumo compartilhado, comércio colaborativo, consumo de colaboração. Economia colaborativa é um modelo socioeconômico onde os consumidores passam a partilhar recursos (serviços ou produtos) com outros consumidores ou empresas e eliminando a necessidade de se adquirir novos produtos para satisfazer alguma necessidade específica.

Como funciona?

Por exemplo, o conceito de economia colaborativa parte do seguinte princípio: você precisa apenas da grama cortada, não necessariamente de comprar um cortador de grama. Enquanto isso, alguém que possui o cortador de grama pode oferecer o serviço a você. Dessa forma, você não precisou adquirir mais um produto de uma grande corporação, economizou o seu tempo, pois não terá que cortar a grama e ainda ajudou a economia a se mover através da terceirização do serviço.

Quais são os princípios de economia compartilhada?

Segundo Rachel Botsman, a economia colaborativa funciona através de três princípios:

  • Redistribuição de mercado: é quando um produto que deixou de ser necessário é transferido para um meio onde ele possa ser. O princípio é o de reutilização; reciclagem; redução de consumo e redistribuição;
  • Estilo de vida colaborativo: baseia-se no compartilhamento de habilidades, serviços e recursos;
  • Compartilhamento de serviços: como dissemos no exemplo citado anteriormente – é quando você coloca em destaque a sua necessidade e não a compra do produto para satisfazê-la. Existem meios de solucionar o seu problema sem que você precise adquirir mais um produto.

Quais as vantagens da economia colaborativa?

Permite que as pessoas possam continuar mantendo o seu mesmo padrão de vida, descartando a necessidade de comprar mais produtos.

  • É um modelo de economia muito mais sustentável para o planeta;
  • Permite a acessibilidade de serviços que antes eram somente restritos aqueles com maior poder aquisitivo;
  • A terceirização tira as grandes corporações do centro do mercado. Assim, permitindo que as pessoas também possam lucrar através da troca de serviços.

Tem mudado a forma como o mundo se relaciona

Além de melhorar positivamente a nossa percepção de oferta e demanda, a economia colaborativa reduzi a necessidade impulsiva de consumir cada vez mais. E tem ajudado a estreitar as relações entre as pessoas, como se fosse uma forma de reaproximar tudo que o precoce avanço da tecnologia das últimas décadas acabou afastando.

Como a economia colaborativa reflete na economia geral?

O capitalismo é o modelo econômico adotado pela maioria dos países do mundo, atualmente. E o seu conceito é centrado no consumo de bens materiais, ainda que você já possua o suficiente. Os bens materiais são feitos para não durarem por muito tempo para que a sua necessidade nunca seja definitivamente suprida. Dessa forma, obrigando você a precisar comprar novamente. Todo o marketing que gira em torno do modelo capitalista de economia é desenvolvido com a intenção de influenciar o consumismo.

Em contrapartida, o modelo colaborativo de consumo é capaz de reverter essa realidade levando as pessoas comprar apenas, quando de fato houver necessidade. O que tem levado diversas empresas a adotarem o novo modelo socioeconômico. Empresas, que não pensarem de forma inovadora e mostrarem resistência a essa nova tendência que tem crescido diariamente, poderão perder o seu lugar para empresas menores que já estão aplicando o conceito de economia colaborativa em seu modelo de trabalho.

Você já se beneficiou da economia colaborativa de alguma forma? Conte a sua experiência nos comentários!

Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta