Entenda a diferença entre fluxo de caixa e o demonstrativo de resultados

Uma das primeiras lições que o empresário deve saber sobre o controle financeiro da sua empresa é a diferença entre fluxo de caixa e o demonstrativo de resultados.

O demonstrativo de resultados é o balanço da empresa, que deve ser feito mensalmente. É nessa conta que entram as receitas, as despesas e o resultado final irá mostrar se o negócio teve lucro ou prejuízo naquele período.

O demonstrativo de resultados é muito importante para indicar a viabilidade do negócio. Também é um raio-x que vai apontar em que momento a empresa irá atingir o “break even” – o ponto em que o resultado é zero e deve passar de prejuízo para lucro. Em um exemplo bem simples, indica quantas unidades de um produto precisam ser vendidas para cobrir as despesas fixas e variáveis e os custos de produção.

Já o fluxo de caixa é a situação financeira no dia a dia. É o valor que aparece na conta bancária da sua empresa e a previsão de quanto entra e sai nos próximos dias. Então, é no fluxo de caixa que a equipe financeira controla as contas a pagar e a receber e avalia o quanto de dinheiro precisa ter de reserva para honrar as despesas no futuro.

Portanto, mesmo uma empresa que opera com lucro pode passar alguns dias com saldo negativo na conta bancária. Nesse caso, o lucro mensal é visto no demonstrativo de resultados e o dinheiro em caixa é acompanhado no fluxo de caixa.

O empreendedor pode se perguntar: Como é possível as duas contas não apontarem o mesmo valor? Essa diferença ocorre por causa dos prazos de pagamento.

Por exemplo, ao realizar uma venda, a empresa emite a nota fiscal, sobre a qual terá que pagar um imposto. Mas a Receita Federal dá um prazo até o mês seguinte para a quitação dos impostos do mês anterior. Nesse caso, no seu fluxo de caixa está previsto que você recebeu pela venda hoje e só vai pagar os impostos no mês seguinte. No seu demonstrativo de resultados, esses impostos devem ser contabilizados nesse mês.

O descompasso também ocorre por causa de vendas e compras a prazo. A empresa pode efetuar uma venda hoje, mas oferecer ao cliente prazo de pagamento de 30 e 60 dias. Assim, precisa prever no fluxo de caixa que o dinheiro da venda já efetuada vai levar até

Para facilitar o controle do fluxo de caixa do seu negócio, a Cenize oferece o JFinanças Empresa. É uma ferramenta completa e muito simples de usar.dois meses para entrar na conta.

Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn