Estoque sob controle é garantia de empresa saudável e segura

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Estocar é algo que o homem começou a fazer há muito tempo. Claro que a no princípio era tudo muito precário, mas nada que impedisse que civilizações como os egípcios armazenassem toneladas e mais toneladas de produtos que abasteciam ao povo na época da seca do Nilo. Posterior a isso, os romanos testaram técnicas para uso militar. De uma forma ou de outra o estoque foi entendido como crucial para a subsistência de um povo, de um exército e agora de uma empresa.

Cuidar do estoque está longe de ser uma simples armazenagem de produtos ou matérias–primas. Mesmo os povos da antiguidade já sabiam que detalhes e informações sobre o estoque era fundamental para a sobrevivência. Nasceu assim a gestão do fluxo de materiais, onde cada elemento que entra no estoque tem registrado seu passo-a-passo, do fornecedor até o consumidor final, passando por características dos produtos como tipos de materiais e validade.

Pela complexidade que envolve a forma de estocar produtos e a necessidade de controle sobre ele, toda empresa precisa informatizar esse setor. A ideia é fazer com que informações sejam disponibilizadas por sistemas ágeis antes que qualquer furo de estoque afete o desempenho da empresa.

Mesmo em empresas que não são comerciais propriamente ditas, como as prestadoras de serviços, o estoque faz a diferença para a qualidade do atendimento ao cliente. Um salão de beleza, por exemplo, precisa do estoque de cosméticos para realizar seus tratamentos. Da mesma forma que uma loja de autopeças precisa ter seus produtos sempre que procurados sobre o risco de perder não apenas a venda, mas a fidelidade do cliente.

Já o controle sobre o estoque é uma sólida e confiável fonte de informação sobre o fluxo dos negócios. A velocidade com quem um produto é procurado demonstra ao tomador de decisão informações sobre custos com o próprio estoque, além de demonstrar quais mercadorias precisam ser constantemente adquiridas e quais estão se acumulando e ocasionando perdas financeiras. Nunca é demais lembrar que produtos parados (que não conseguem ser vendidos) significam dinheiro que não circula. Ou seja, é preciso ter muito cuidado na hora de estocar.

Outra questão são os produtos que perdem a validade. Deixar um produto vencer e se tornar inutilizado – como pode acontecer em bares e restaurantes – é um agravante porque não há chance de retorno mesmo com promoções e descontos.

Tenha tudo sob controle

O Loje é um software criado pela Cenize que faz o controle de estoque, comercial e financeiro de uma empresa num único sistema. Ao adquirir o programa o usuário passa a ter uma licença permanente – sem pagamento de mensalidade ou taxas – para uso.

O controle de estoque do Loje permite que o usuário saiba qual o andamento de seus pedidos de compra, além de alertar quando os produtos chegam a um limite de número mínimo. Assim, aquela mercadoria que mais é utilizado na empresa e fortalece as vendas e ajuda a criar laços com clientes jamais faltará no estoque.

Mas o sistema é ainda mais amplo. Ele casa suas funções administrativas e financeiras com a de estoque de forma fazer com que a empresa trabalhe de maneira uniforme. Assim, o fluxo e o frente de caixa, a planilha de contas a pagar, geração de boletos entre outras funções tudo está vinculado o que facilita a administração e o planejamento da empresa.

Um sistema que permite um alto controle do estoque como o Loje aperfeiçoa o gerenciamento dos negócios de diversas formas tais como:- Melhora a qualidade do serviço ao cliente, o que a médio e longo prazo resultada numa fidelização da clientela;

– Economia crescente em escala já que os custos reduzem quando uma mercadoria ou várias são adquiridas em número grande e disciplinadamente;

– Salvaguarda contra altas da inflação inesperadas e por um bom tempo;

– Proteção quanto a possíveis falhas de entrega de produtos por parte dos fornecedores. Com um bom número de estoque de mercadorias importantes armazenadas, a empresa tem o tempo necessário para, inclusive, mudar de fornecedor.

 

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn