Os 5 erros mais comuns no controle de estoque de pequenas empresas

Embora o controle de estoque seja uma atividade essencial, diversas empresas de médio e pequeno porte acabam deixando este aspecto de lado enquanto se concentram em aumentar as vendas ou a produção.

Infelizmente, um estoque mal controlado pode gerar falta de matéria-prima, atrasos na entrega, reclamações dos clientes, custos adicionais e uma série de outros problemas significativos. Neste artigo, você vai conferir os cinco erros mais comuns no controle de estoque de pequenas empresas. Acompanhe abaixo:

1. Procedimentos desatualizados

Algumas empresas ainda utilizam métodos muito antigos para fazer o controle de estoque. É o caso da antiga contagem de estoque feita com papel e caneta. Não estamos dizendo que estes métodos não funcionam, mas é preciso ter em mente que eles apresentam grande possibilidade de falhas. A contagem errada, por exemplo, pode gerar cálculos financeiros irreais com relação ao valor em produtos que a empresa possui. Outro efeito negativo é a previsão de compras inexata, baseada em um suposto estoque que foi não foi contabilizado corretamente.

Hoje em dia, com a tecnologia, existem maneiras mais práticas e eficientes de realizar o controle de estoque. Isto inclui o uso de softwares de gestão integrada, que permitem que o controle de estoque seja feito de maneira automática a partir das notas fiscais de entrada e saída emitidas pela empresa.

2. Ausência de procedimentos

Enquanto algumas empresas ainda estão na fase do papel e caneta, outras nem sequer possuem métodos de controle definidos. Isto acontece, principalmente, no caso de microempresas e pequenas lojas, apenas para citar alguns exemplos. Apesar de ser um cenário péssimo por um lado, possui um único lado positivo.

Quando uma empresa não possui procedimentos, é mais fácil programar o software de gestão, pois não existem práticas improdutivas enraizadas na empresa (não há prática nenhuma, afinal). Então, você pode pular todos os estágios intermediários de organização do controle de estoque.

3. Problemas com separação

A separação é uma parte do processo de controle de estoque cuja automatização é bem difícil e cara. Infelizmente, isso é inviável para as pequenas empresas – o que significa que a separação continua nas mãos de pessoas.

Se não houver procedimentos e controle nessa etapa, o resultado vai ser a separação incorreta de pedidos: clientes recebendo o item errado, a cor errada, itens que não foram pedidos, quantidade incorreta, envio de itens que já haviam sido apontados como obsoletos ou danificados e assim por diante.

A melhor maneira de evitar que isto aconteça é por meio da organização física do estoque, mantendo os materiais separados de acordo com critérios claros. Outro ponto essencial é o treinamento constante da equipe de estoque para que eles conheçam todos os passos necessários para separar os pedidos corretamente.

4. Estoque de mais

Esse é um erro relacionado ao planejamento de estoque – e, claro, está profundamente ligado ao trabalho do departamento de compras. Um estoque excessivo acaba resultando em custos desnecessários e perda de lucro, pois muitas vezes, esse material “extra” não é vendido a tempo e se estraga nas prateleiras. Por isso, ao contrário do que muita gente pensa, ter produtos a mais no estoque pode ser muito prejudicial para o seu negócio.

5. Estoque de menos

Já o problema gerado pelo estoque em falta é a geração de transtornos para o cliente. Os prazos de entrega precisam ser estendidos e, em alguns casos, o cliente irá abrir uma reclamação ou até mesmo cancelar a compra. É por isso que as médias e grandes empresas estão sempre em busca de um processo just-in-time, que significa que os produtos estarão disponíveis ao consumidor no tempo certo. Este é o equilíbrio ideal para ter em estoque a quantidade certa para atender seus clientes, sem perda nem falta de produtos.

Como já falamos aqui no blog, um bom controle de estoque é muito importante para a sua empresa. Portanto, fique de olho se você está cometendo alguns dos erros citados no nosso post.

Ficou com alguma dúvida ou tem alguma dica sobre o assunto? Conte para a gente nos comentários deste artigo! Aproveite e conheça o Sage Start, um sistema de gestão integrado para controle de estoque, vendas e financeiro.

Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

3 comentários em “Os 5 erros mais comuns no controle de estoque de pequenas empresas

  1. Caros, pelo amor de Deus…Olhem a ortografia…concordância… ” IRREAUS”….”fique de olho de você ESTÁ cometendo…”
    Passem um corretor de textos antes de plublicarem, ao menos.

    1. Oi Pedro! Obrigada por avisar, já fizemos as correções e vamos tomar mais cuidado com os textos. Infelizmente alguns erros de digitação acabam passando despercebidos…

Deixe uma resposta