Quanto custa abrir uma empresa?

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

“Quanto terei que investir para eu iniciar meu próprio negócio?” Se você está pensando em tirar a sua ideia do papel e abrir uma empresa, então, certamente, já se viu fazendo esta pergunta. Adiantamos que não existe um método universal para estimar quanto custa abrir uma empresa. Afinal, cada tipo de negócio possui características específicas, que requerem custos de inicialização diferentes.

No entanto, existem alguns tipos de investimentos que devem ser realizados por qualquer empreendedor. Abaixo, listamos alguns que podem te ajudar a descobrir quanto dinheiro será necessário para realizar o seu sonho. Acompanhe:

1. Aluguel do espaço de trabalho

Muitos empreendedores que queiram abrir seu próprio negócio precisam de um endereço fixo para formalizar suas atividades. Na fase embrionária da empresa, é recomendável que você alugue uma pequena sala ou ambiente de co-working, principalmente se poucos sócios e funcionários irão trabalhar no local. Estes ambientes costumam custar entre R$350,00 a R$ 900,00 mensais, dependendo da cidade e da localização. Também é preciso levar em consideração gastos com internet, telefone, luz e água, por exemplo, caso escolha ter uma sala própria.

 

2. Impostos e obrigações fiscais

De acordo com os especialistas em finanças, os principais gastos envolvidos na abertura de uma empresa são as taxas da junta comercial e da emissão do alvará, além de outros impostos determinados por cada estado. Juntos, os custos variam entre R$ 700,00 a R$ 2.000,00. Estes valores também podem variar de acordo com o tipo de empresa: Sociedade, EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada) ou EI (Empresário Individual).

O empreendedor também precisa ficar atento aos custos com DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais), DARE (Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais), Junta Comercial e Certificado Digital – A1. Para não se enrolar com estas obrigações, a dica é buscar o auxílio de empresas de contabilidade na hora de abrir sua empresa, cujos custos de contratação podem chegar a R$ 1.500,00.

3. Capital inicial e capital de giro

O capital inicial é o investimento feito pelo empreendedor, sócios ou investidores que será integrado em ativos da empresa. Este investimento considera todas as aquisições de móveis, instalações, infraestrutura de TI (computadores, servidores, sistema de gestão), máquinas, estoques (caso o negócio trabalhe com a venda de produtos ou necessite de matérias-primas para produzi-los), treinamentos e campanhas de marketing.

Já o capital de giro é uma reserva que o negócio deve ter para operar tranquilamente nos primeiros meses de funcionamento. Cada segmento possui um cálculo específico a ser estudado. Porém, especialistas no assunto apontam que novas empresas precisam ter 70% em giros de capital para poder pagar as despesas dos seus primeiros seis meses de funcionamento, além de mais 50% para custear os próximos seis meses.

4. Pró-labore inicial e funcionários

É comum os empresários esquecerem de contabilizar o seu próprio pagamento pelo trabalho que realizam na empresa. Esta remuneração é chamada de pró-labore e deve fazer parte dos custos totais da organização. É importante lembrar que este é um valor pago pelo trabalho do empreendedor e dos sócios e não o que eles gostariam de ganhar. Este valor deve ser justo tanto para a empresa quanto para o mercado. Afinal, muito dificilmente um negócio consegue faturar o suficiente para gerar lucros logo nos seus seis primeiros meses de funcionamento. Daí a importância dos gestores elaborarem um pró-labore conservador para este período. Já os custos com a contratação da mão de obra devem levar em conta o volume de operações da empresa e o número de funcionários necessário para a realização das atividades durante a sua fase embrionária.

BANNER_controlefinanceiro_SS_648x150

E então, pronto para abrir sua empresa? Já está preparado para os investimentos que o seu tipo de negócio exige? Compartilhe sua história conosco nos comentários e baixe grátis o “Super Guia do Empreendedor Moderno”, com dicas para organizar suas ideias, cuidar das finanças e divulgar seu negócio.

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

5 comentários em “Quanto custa abrir uma empresa?

  1. É muito útil gostei e do que ele e confesso que me ajudou bastante indico para qualquer um que pretende abrir uma empresa que leia esse documentário

Deixe um comentário