Amizade e negócios a parte

Amizade e negócios: como manter sucesso em ambas as partes

Para realizar o sonho de ter o próprio negócio, muitos empreendedores contam com a ajuda de amigos ou familiares, seja como sócio ou como funcionário. Nesse tipo de relação de trabalho, o profissionalismo tem pontos a ganhar e a perder. Se por um lado, trabalhar com pessoas conhecidas e com quem se tem afinidade torna o trabalho mais prazeroso, por outro, as relações pessoais podem ser afetas pelos problemas no negócio e vice-versa. Se você vive esse tipo de situação e quer saber como não gerar problemas nem em sua empresa e nem na relação entre parentes e amigos, siga as dicas que daremos neste post.

5 dicas para manter amizade e negócios impecáveis

Tenha sempre confiança

Não contrate ou convide para sócio seu parente ou amigo se você não tem plena confiança nas habilidades profissionais que ele dispõe. A confiança faz parte dos ingredientes de sucesso de qualquer relação de trabalho. Se você não acreditar e nas habilidades de seu amigo ou familiar que o qualificam para trabalhar com você, porque manter essa relação profissional?

É importante também que essa pessoa tenha a oportunidade de trabalhar na área em que ela se sente mais capacitada. Se o seu amigo é ótimo com contas, mas um pouco tímido, não adianta colocá-lo para trabalhar com o relacionamento com clientes, compreende?

Separe as relações pessoas e profissionais

Não falar de trabalho no momento de lazer, nem discutir assuntos pessoais no meio do expediente. Vocês têm que deixar esse ponto bem definido. Dentro da empresa vocês são colegas de trabalho cujo comportamento é marcado pelo profissionalismo e pelo respeito. Apenas fora do ambiente de trabalho é que todos os dramas, alegrias aspectos da relação familiar e de amizade poderão transparecer.

Faça um contrato

Amigo sócio, parente contratado, não importa a condição. Vale o mesmo posicionamento que você utiliza ao contratar outros funcionários: deixar esclarecido e acordado desde o principio qual o papel a ser desempenhado por cada um para evitar conflitos. Assim, um contrato pode servir para dar mais respaldo a todo combinado perante as obrigações desempenhadas na empresa.

Respeite a opinião do amigo ou parente

Ter um contrato assinado estabelecendo qual é o papel de cada um na empresa ajuda também na hora de resolver os problemas. O ambiente de trabalho nunca é livre de discussões e, certamente, haverá momentos de divergências. Mas apesar delas, o respeito deve permanecer. Discuta as opiniões e, caso não concorde, nada de cara feia. Ouça o que eles têm a dizer e faça suas ponderações. Isso também ajudar a mostrar aos seus outros funcionários que apesar do relacionamento familiar ou entre amigos, o profissionalismo ainda pauta o seu negócio.

Não leve para o lado pessoal

Além de ouvir respeitosamente a opinião do amigo ou parente, você precisa aprender a não levar as emoções para o lado pessoal, quando, por exemplo, eles se mostrarem contrários à sua opinião num projeto. É muito importante que você seja capaz de compreender e diferenciar a situação em que as coisas são ditas ou feitas, de modo que você não confunda questões profissionais com sua vida pessoal.

Viu só? Negócios entre amigos e familiares tão difíceis quanto os outros. Com essas dicas você conseguirá driblar as principais dificuldades e, de quebra, estreitar os laços com as pessoas queridas. Basta saber separar as situações e os ambientes. Ter respeito, saber falar, mas também ouvir. Nada além do que em qualquer outra empresa ou parceria você não precisasse ter. Quer compartilhar sugestões, experiências ou eventuais dúvidas sobre negócios com familiares ou amigos? Deixe seu comentário pra gente.

Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta